Caminhos

Caminhos
Porque não pode haver outra forma senão a de existir tal como somos...

sábado, 29 de dezembro de 2018




Sobre a liberdade condicionada


O dia é infinito, o céu cinzento
A vida vacilante, instável e feroz
O bem é momentâneo, o mal é lento
E tudo acaba num final atroz.
                     
Que triste é esta condição, ó vento,
Marioneta presa em cordéis e nós
Das montanhas não se ouve o firmamento
E os deuses calaram sua voz.
                      
Ser livre como águia é meu ensejo
Voar nos altos cumes por magia
Fazer-me das nuvens uma irmã
                       
Mas suspeito que este meu desejo
Do destino ser dona por um dia
É quimera fatal, é esperança vã.


Desejo um Feliz Ano Novo a todos os meus amigos que se vão cruzando comigo por aqui

Uma foto já com alguns anos



12 comentários:

  1. Um belo soneto e uma belíssima foto...
    Que lindas estavam as quatro meninas na plenitude de suas gerações...~
    O soneto canta o desejo de liberdade, como a entendo!
    Já fui prisioneira das mesmos grilhões.

    Graça, desejo para 2019, muito sucesso e alegrias às suas filhas...
    Para si, que o resto do ano letivo seja leve...
    Como gosto de a ver ''passear'' pelos blogues!
    Abraço grande, querida Amiga.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, vamos ver...
      Tudo de bom para si também.
      Beijinhos e Bom Ano :))

      Eliminar
  2. Muito obrigada, Graça.
    Desejo-lhe também um feliz 2019. Que consiga ser efectivamente a dona do seu destino. Às vezes a vida troca-nos as voltas...

    Uma fotografia com três gerações. Bonita.

    Beijinhos e feliz 2019, com a sua família e as suas bonitas filhas:)

    ResponderEliminar
  3. Mais 365 dias de novas oportunidades estão a nossa espera no ano que está chegando e que todas as realizações alcançadas neste que está quase terminando sejam apenas sementes plantadas que serão colhidas com todo amor no Novo Ano que está por vir, espero que nos encontremos muito em 2019...


    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  4. Belo poema e bonita foto!

    Graça, desejo-lhe e aos seus uma passagem de ano bem alegre e um 2019 óptimo !


    Beijinhossss

    ResponderEliminar
  5. "Ser livre como águia é meu ensejo
    Voar nos altos cumes por magia
    Fazer-me das nuvens uma irmã" Também o desejo…
    Muito belo o soneto e a fotografia lindíssima.
    Que 2019 seja um ano cheio de muita coisa boa, minha Amiga Graça. Obrigada pelos seus desejos também.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. Pois é, a nossa liberdade é muitas vezes condicionada...
    Excelente poema, parabéns pelo talento e inspiração.
    Graça, um bom fim de semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Graça,

    Um belo poema que grita pela liberdade,
    complicado a relação com o tempo somente
    seu no espaço interior, mas sempre vale
    a pena esta conquista...

    Apreciei muito a sua presença lá
    no meu blog!

    Um feliz 2019 com muita harmonia, paz,
    sonhos e a poesia sempre!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Olá Graça querida


    Passando para deixar um abraço e desejar um lindo domingo.


    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  9. Olá, aqui, GA.
    Já aqui não vinha há muito tempo. Tempo feito de muitos tempos que é a nossa vida, de cada um.
    Penso que já tinha lido e gostado.
    Um soneto, quasi clássico com métrica e rima, e com uma verdade que nos reconduz à nossa condição humana.
    E um encantador cartão com 4 mulheres bonitas. É muito.
    Bj.

    ResponderEliminar