Caminhos

Caminhos
Porque não pode haver outra forma senão a de existir tal como somos...

domingo, 14 de fevereiro de 2016


Credulidade

os homens às vezes são puros como crianças a comer um gelado
e acreditam nos deuses que povoam as manhãs de reflexos dourados
e que cantam canções de embalar para os bichos adormecerem
na lentidão infinita do calor dos dias
os homens afastam com as suas melopeias os monstros
que vão ensurdecer e enegrecer outras paragens
para os deixarem sonhar de um prazer prolongado
enquanto o gelado se derrete
as tardes evolam-se e os homens crêem na duração do silêncio
na inteireza absurda da verdade
na paz absoluta de qualquer porto seguro
e os silvos que se ouvem ao longe e ameaçam os ares
dissolvem-se por dentro do açúcar e do chocolate
e do canto dos homens e dos deuses
cheira a plenitude
quando às vezes os homens são puros como crianças a comer um gelado
e os homens nos andaimes incendeiam o seu coração apagado
gritando ao vento melodias em que nunca pensaram

adoecendo de prazer













29 comentários:

  1. Lindo o poema e o desenho. Adoro estes desenhinhos:)

    Que nada consiga apagar a credulidade dos que ainda acreditam:)

    Bom domingo, Graça:)

    ResponderEliminar
  2. Gracinha,
    Adorei o teu poema e o do parque.
    O Desenho é lindo demais, tantas margaridas ou malmequeres...
    Beijinho:))

    ResponderEliminar
  3. Que pena que seja só às vezes .
    Um desenho puro como só as crianças sabem fazer.


    Um beijinho


    ResponderEliminar
  4. E, contudo, é nesse acreditar que se desenham as mais belas obras dos homens.
    Um belo poema, Graça, muito bem conseguido! Parabéns!

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. Nem sempre, mas às vezes os homens são assim...
    Magnífico poema, com um final surpreendente.
    Bom fim de semana, amiga Graça.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Jaime!
      Também são precisos estes momentos de credulidade para contrabalançar com aqueles em que prevalecem a incredulidade e o desânimo.
      Bom fim de semana
      Bj

      Eliminar
  6. Estive aqui
    no meio do poema
    na nata da substância
    entre o chocolate a dor.
    Sinto-lhe a boca do sabor.
    Baloiço-me, entre
    o partir e o ficar,
    entre o perto e a distância,
    no elástico do prazer.
    Antes que venha
    a precaridade do sol
    derreter-me o gozo
    fecho os olhos do segredo.
    Creio. E tu?

    Apreciei, Graça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também creio, Agostinho!
      Belo poema o seu, obrigado!
      beijinho

      Eliminar
  7. Que sejam muitos esses momentos em que os homens são puros e acreditam no silêncio.

    Os desenhos das crianças são sempre lindos

    Bom final de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, que sejam muitos!
      Obrigada, um beijinho agradecido :)

      Eliminar
  8. Graça:
    Vim aqui para lhe dar um beijinho e desejar uma boa semana

    ResponderEliminar
  9. apreciei a singeleza tão genuína quanto comer um gelado.
    gostei

    ResponderEliminar
  10. Gostei de reler o teu excelente poema.
    Continuação de boa semana, querida amiga Graça.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Jaime!
      beijinho e bom fim de semana :)

      Eliminar
    2. Porque publiquei novo poema, voltei para ver as novidades.
      Mas andas preguiçosa, sem tempo ou sem inspiração...
      Bom resto de semana, querida amiga Graça.
      Beijo.

      Eliminar
    3. Olá, Jaime!
      Houvesse mais tempo e instalar-me-ia com a dona preguiça no cantinho da janela e com a caneta e o papel!
      boa semana!
      beijinho

      Eliminar
    4. O tempo existe sempre, nós é que por vezes não o sabemos gerir... Mas espero que encontres tempo para fazer o que precisas, pois há mais vida para além dos blogues...
      Bom fim de semana, querida amiga Graça.
      Beijo.

      Eliminar
  11. Espero que a vontade de partilhar se insinue, as palavras, vindas da alma, da Graça, são sempre retemperadoras.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentários assim impelem-nos e dão-nos vontade de prosseguir a caminhada.
      Obrigado, AC!
      beijinho

      Eliminar
  12. Por aqui, eu, a desejar mais gelado.
    Luminosa e frutuosa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentário espirituoso e inteligente!
      Obrigado
      beijinho

      Eliminar
  13. Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem de quê, foi um prazer "conhecê-la" pelo que tão bem escreve e saber que é conterrânea de amigos meus!
      Eu é que agradeço a sua vinda!
      beijinho

      Eliminar