Caminhos

Caminhos
Porque não pode haver outra forma senão a de existir tal como somos...

terça-feira, 28 de junho de 2016




era uma tortura
que ouvia de longe
indo e vindo
persistente e traiçoeira
como um grito sem eco
um perfil indistinto
a modelar pesadamente
angústias quotidianas
apagou-a com um pincel
dentro do seu coração
e criou uma obra de arte
um pedaço de ilusão


29 comentários:

  1. Olá Graça linda sua poesia apagar a angustia e criar uma ilusão, realmente é uma obra de arte não só a metáfora, mas sua inspiração.
    beijinhos, Léah

    ResponderEliminar
  2. Graça:
    Descreveu com perfeição o que tantas vezes sinto, por isso pinto, por isso me iludo.
    Obrigada por este momento de poesia e intimidade.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Fê!
      Sim, só no campo da arte o mundo chega a ser perfeito!
      beijinhos

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigado!
      A imagem é da praia da Cova na Figueira da Foz!
      bj

      Eliminar
  4. Desde que apague a tortura, qualquer pincel é válido...
    Magnífico poem a, minha amiga, gostei imenso.
    Graça, um bom restinho de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente!
      Muito bem dito!
      Obrigado, beijinho :)

      Eliminar
  5. Gostei muito do poema e da foto, que me trouxe as saudades do mar.

    Beijinhos e um bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Isabelinha!
      Espero que já tenha matado as saudades do mar...eu já lá fui e estava tão bom...
      Obrigada e beijinhos

      Eliminar
    2. Ainda não matei...talvez no final de Julho.
      Beijinhos:)

      Eliminar
  6. Um poema muito belo, Graça. Criar a ilusão como se fosse uma pintura. Uma figura de estilo muito bela...
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Graça!
      Eu penso que a poesia é isso...transformação da dor em beleza...como arte, a poesia recria o mundo de uma forma "irreal", mais belo do que realmente ele é, através das metáforas e das imagens...
      beijinhos e obrigada

      Eliminar
  7. É. poesia!
    De ilusão em ilusão
    é humana a condição
    e ai de quem as não têm.

    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, Agostinho!
      Beijinho especial pelo carinho que me tem dedicado!

      Eliminar
  8. Se Maomé não vai à montanha, vai a montanha a Maomé.
    Essa cabeça não pára, Graça, e ainda bem.

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem dito, AC :))
      Quando pára, nem me sinto bem :)
      Beijinhos

      Eliminar
  9. De ilusão e sofrimento nasce a arte...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. gostei muito do poema

    a sublimação da vida, através da arte.
    muito belo

    beijo

    ResponderEliminar
  11. Por vezes nem o sonho resiste...

    Beijinhos amigos

    ResponderEliminar